sábado, 14 de agosto de 2010

O Novo Aluno


 
Selena On
Um dia comum, peguei minhas coisas e fui para escola. A primeira aula era a de Química. Eu cheguei na sala e sentei na minha cadeira.
Minha dupla tinha sido por dois anos uma menina chamada Greece, mas ela se mudou. Este ano iniciei sem uma dupla, o que dificultava um pouco as coisas.
O professor chegou em sala e se sentou em sua cadeira. Todos quietos esperando ele falar alguma coisa. Eu brincava com meu lápis, com os cotovelos suportando o restante do corpo sobre a mesa.
Professor: Selena - então eu dirigi os olhos até ele - poderia vir até aqui um instante? – eu larguei meu lápis na mesa, me levantei e fui até a mesa dele – Amanhã você terá uma nova dupla de aula, ele vem de Chicago, a 2333 km daqui, tente ser legal porque afinal ele não conhece ninguém – eu assenti com a cabeça e voltei ao meu lugar.
Um novo aluno... Como será que ele é? Bom, parece que logo vou descobrir.
A aula passou, foi chata, como sempre. E olha que eu me dou bem em química, quero dizer, parcialmente bem.
Quando o sinal bateu ao meio dia peguei minha velha camionete azul e dirigi até em casa. Aqui em Phoenix é bastante calor, mas chove bastante, como agora. Porém... Eu amo isso, chuva. É tão... Tranqüilizador.
Cheguei em casa, sai da camionete, bati a porta e subi as pequenas escadinhas que me direccionaram a porta da casa. Ao abri-la percebi que não havia ninguém. Mas lá estava o meu cobertor no sofá, junto ao meu suco de pêssego, que estava em uma mesinha ao lado. Foi Maria... Ela sempre faz isso para mim antes de ir embora, ela é a pessoa mais doce e gentil que já conheci.
Fui até meu quarto, larguei minha mochila e troquei de roupa.
Logo após desci me deitei no sofá e comecei a assistir TV.
Um tempo depois meu pai chegou em casa.
Jake: Oi filha! Me atrasei, o caso que estou investigando esta bem estranho – ele falou pendurando o casaco – Como foi a escola?
Selena: ótima
Jake: já almoçou?
Selena: não, ainda não
Jake: o que vai querer?
Selena: por mim...tanto faz
Jake: Ok...só que eu acho que tanto faz não tem em casa...
Selena: pai...
Jake: não tem mesmo
Selena: ok pai, então quero pizza
Jake: ah, isso acho que posso conseguir! – ele pegou o telefone-
Selena: bobão... – eu sorri para mim mesma e voltei a me concentrar em beber o meu suco.
No outro dia...
Quando acordei me vesti e fui para escola, tivemos ciências, biologia e agora é a vez de química, vou conhecer meu novo parceiro.
Entrei na sala e sentei no lugar de sempre, quando entrou um garoto na sala, tinha os cabelos escuros, cacheados, vestia uma jaqueta preta e calças jeans. Ele falou com o professor e depois veio sentar ao meu lado.
Então era ele o aluno novo...
Selena: Han...Oi – eu sorri pra ele – meu nome é Selena, e o seu?
Xxx: Nicholas – ele falou em palavras curtas e rápidas, sem mesmo olhar para mim –
Eu fiquei meio ofendida, afinal...eu fui legal com ele.
O professor passou uma matéria para nós, depois entregou um exercício. Comecei a fazer. Eu percebia o olhar de Nicholas para mim as vezes, mas tentava evitar olhar para ele.
Quando o sinal bateu, dei graças a Deus, entreguei o trabalho e sai rápido da sala. Aquele Nicholas é estranho, mas ele vai ser obrigado a falar comigo, afinal, mais cedo ou mais tarde vamos ter um trabalho com as duplas.
Cheguei até o meu armário, abri a porta e guardei as coisas ali. Quando fechei a porta dei de cara com o rosto da Taylor gritando.
Taylor: AAAAH!!
Selena: o que foi?
Taylor: Ai, ai Sel! Aquele aluno novo, ele é tão, tão...GATO!
Selena: talvez... Mas não é nada simpático!
Taylor: Nem vem Sel! Você é sortuda por ser dupla dele! Será que tenho chance com ele? Talvez dessa vez eu consiga desencanar do Joe...- ela baixou a cabeça
Selena: Ah Taylor! - eu botei o braço em volta dela- Eu e você sabemos que isso é totalmente impossível!
Taylor: Posso sonhar não posso?
Selena: Pode, é claro kkkk
Taylor: Ta, ta, eu sei que nunca vou esquecer do Joe. Mas sei lá... Ele nunca falou comigo.
Selena: E você nunca falou com ele (eu a encarava enquanto ajeitava minha bolsa no ombro)
Taylor: (ela ficou quieta por um tempo) ta, ta, você tem razão! Mas ta me enchendo o saco com suas lições de moral!
Selena: uahsuasua ok Tay, ok, me desculpa, vem vamos lanchar logo, se não as pizzas acabam, ai só resta aquela gororoba que a cozinheira faz!
Taylor: Ai, é verdade, anda logo (ela me puxou)
Nós fomos até a cantina, pegamos as pizzas, duas das ultimas, depois nos sentamos. Então comecei a sentir como se alguém estivesse me observando, me virei para o lado e vi o Nicholas, ali, me encarando. Rapidamente desviei o olhar e voltei a comer, torcendo para que a Taylor não percebesse o olhar do menino.
Tay: Sel...Aquele Nicholas ta te encarando (ele falou um pouco antes de enfiar um pedaço de pizza na boca)
Sel: Puf....Claro que não!
Tay: Só que eu acho que sim... Acho não...Tenho certeza!
Sel: Aff... ( eu coloquei minha mão na testa) A verdade é que ele não parou de me encarar a aula de química inteira...
Tay: Sério?- ela me olhou séria, mas logo abriu um sorriso -.....Que máximo!!!!
Sel: (eu parei de comer e olhei para ela) Que máximo? Que máximo Taylor? Ele ta começando a me assustar! – eu falei isso e bebi um gole do suco.
Tay: Ai amiga, ele só ta olhando pra você porque gosta de você! Hello!!
Sel: Não sei não hein... O jeito que ele me olha ta mais pra “vou te matar”
Tay: Que isso Selena! Nem brinca com isso! (ela bateu na madeira da mesa)
Sel: To brincando??
Tay: vem vamos! A aula já vai começar! (ela me puxou pelo braço e fomos para o prédio)
As aulas passaram normalmente, chatas, vagarosas, mas passaram. Quando sinal bateu me levantei antes de todos e sai da sala, peguei minhas coisas e fui caminhando para casa.
Estava frio, eu tinhas minhas mãos dentro dos bolsos do casaco e os ombros encolhidos, foi quando senti a presença de alguém, ouvia passos atrás de mim, mas não queria olhar. Comecei a andar mais rápido, mas ainda ouvia os passos, cada vez mais seguidos.
Resolvi olhar para traz, e La estava Nicholas outra vez. Percebi que ele segurava algo na mão, quando olhei bem percebi, era uma arma.
Eu tremi, comecei a correr, ele correu atrás de mim. Eu fui o mais rápido possível, começava a entrar em pânico, corria cada vez mais, mas ele era mais rápido. Eu parei, percebi que de qualquer jeito ele me alcançaria, me virei devagar. Ele correu até mim, quando estava próximo apontou a arma para mim. Eu fechei os olhos, minhas lágrimas molhavam meu rosto, esperei algum tempo, mas nada aconteceu, então abri os olhos e ele abaixou a arma devagar.
Nicholas: Eu...Não posso.
Selena: (eu respirava ofegante, nervosa, assustada) O que? Não pode o que? Me matar?
Nicholas: É.... Mais ou menos(ele guardou a arma)
Selena: Por que iria me matar? O que eu fiz?
Nicholas: Nada...Por isso não te matei
Selena: ... Olha o que você tem hein?
Nicholas: Eu...Meu pai...Não posso! (ele foi embora correndo)
Eu fui para casa, aterrorizada, aquele menino é o que? Um psicopata? Quando cheguei em casa meu pai me esperava, me cumprimentou como sempre,me abraçou e me deu um beijo na testa, eu fiquei parada, subi logo para o meu quarto larguei minha mochila na cama e tirei o casaco. Me deitei na cama, fiquei olhando para cima, mas pensava muito além do teto ou das paredes. Uma única pergunta. Por que ele quis me matar?
No dia seguinte...
Me levantei, ainda com a mesma coisa na cabeça, tomei um banho, depois comi meu café e sai para escola. Meu pai já estava no trabalho.
Quando eu cheguei na escola, não estava nada tranquila. Na verdade desde ontem sinto como se alguma coisa estivesse me apertando, dificultando minha respiração, e eu acho que talvez...tenha sido porque por pouco eu escapei da morte.
Logo ao chegar no prédio central avistei Nicholas. Sem pensar duas vezes fui na direcção dele.
Selena: Nicholas! (ele se virou para mim) Você deve saber o que eu quero saber!
Nicholas: É... Me desculpa por ontem, eu não devia
Selena: Ah, e você acha que é assim!? “ Desculpa por tentar te matar!!” Você é louco ou o que?
Nicholas: Me desculpa tah? Foi tudo uma... Confusão. Mas você não tem culpa, então relaxa! (ele começou a andar)
Selena: (eu sai atrás dele) Eu não vou relaxar! Será que da pra você me explica da onde veio essa sua idéia MALUCA de tentar me matar!
Nicholas: Ah, olha a hora, a aula de química já vai começar!
Selena: sou sua dupla, lembra?
Nicholas: (ele entrou na sala de química e se sentou)
Selena: (eu sentei ao seu lado) Nicholas, matar alguém é uma coisa BEM seria, então me fala logo o porquê disso, é do meu direito saber poxa!
Nicholas: me desculpa, mas eu não posso
Selena: (eu abaixei a cabeça, lágrimas saiam dos meus olhos)
Nicholas: (ele me olhava) Não chora... (ele falou meio sem jeito) Olha...Me desculpa mesmo
Selena: me fala.....por favor
Nicholas: (nesse momento o professor entrou na sala e ele sussurrou) Meu pai...
Selena: (eu também sussurrei) seu pai? O que tem ele? Ele não deixa você contar?
Nicholas: Não...Ele me mandou...
Selena: Ele te mandou me matar?!!
Nicholas: Mais ou menos, eu não ia te matar
Selena: aé...ia me convidar pra tomar chá, pêra um pouquinho né
Professor: Vocês ai, quietos! (ele falou olhando para nós)
Nicholas: depois da aula eu termino
Selena: olha eu não me garanto...posso mesmo confiar em você?
Nicholas: Não...Mas dessa vez pode
Quando todas as aulas terminaram Nicholas estava na cantina.
Selena: (eu cheguei perto dele) Pode me falar agora!
Nicholas: ta... han...- ele coçou a cabeça - Meu pai... ele é procurado pela policia. E seu pai...bom...seu pai é essa policia que o procura...então ele (eu interrompi)
Selena: eu intendi (eu falei olhando para ele)eu iria ser a vitima, seu pai ia ameaçar o meu comigo, mas... se você não ia me matar, o que ia fazer?
Nicholas: eu ia te sequestrar
Selena: e por que não fez isso?
Nicholas: porque.... (ele mexeu no cabelo confuso) porque eu não podia, quero dizer, eu não sou um cara ruim... meu pai é...
Selena: então eu devo te agradecer por não ter me sequestrado??
Nicholas: não....na verdade você devia me odiar por quase ter feito isso
Selena: é, tem razão... eu devia – um silencio se formou por alguns minutos
Nicholas: Olha me desculpe mesmo, eu queria que nada disso tivesse acontecido, mas...
Selena: Ta, eu intendi, você não queria, mas tem que entender que quase fez isso, e que seu pai ainda vai tentar me sequestrar.
Nicholas: e o que você vai fazer?
Selena: - eu respirei fundo, olhei para baixo por alguns segundos, então voltei a olhar para ele- Eu vou denunciar seu pai
Eu falei isso e em poucos segundos voltei correndo para casa.
Eu entrei em casa apressada, procurei meu pai, o achei em seu escritório mexendo em alguns papeis. Então diminui o ritmo, entrei na sala e fui até a frente da mesa em que ele estava.
Selena: Pai...
Jake: - ele afastou os papeis do rosto e tirou os óculos – Oi filha! – ele sorriu para mim, como sempre, mesmo sendo visível seu cansaço.
Selena: Pai eu... – eu não sabia por onde começar.
Jake: calma. O que foi? pode me falar
Selena: - eu olhei fixamente em seus olhos e falei firmemente – Eu sei quem é o culpado
Jake: o que? – ele olhou para mim
Algumas horas depois meu pai entra em casa com um sorriso estampado no rosto
Jake: conseguimos, ele esta preso!
Selena: - eu sorri levemente, não muito feliz – parabéns...
Jake: que nada, foi graças a você! Vou dormir, estou cansado, boa noite filha – ele subiu
Mesmo com tudo isso eu não estava muito feliz, porque, na verdade, eu fiz a coisa certa mas... O Nicholas...
Na verdade não sei porque me preocupo tanto com ele... Afinal...Eu deveria odia-lo
A noite passou, e o dia amanheceu.
Eu não sabia como iria encarar Nicholas hoje...Mas parecia que eu logo ia descobrir, porque no instante em que entrei na escola, ele veio até mim.
Selena: Olha me desculpa!
Nicholas: não. Eu não te desculpo – ele saiu de La e eu o segui
Ele caminhou até uma praça e se sentou em um balanço. Eu caminhei até ele e sentei no balanço ao seu lado.
Selena: Nicholas...(ele me interrompeu)
Nicholas: Pra você é Nick, e ta tudo bem – ele sorriu- eu entendo o que fez, alias, eu nem gostava muito dele mesmo
Selena: tem certeza que ta tudo bem?
Nicholas: sim...tenho, você é uma pessoa legal!
Selena: (eu sorri para ele) obrigada, você também é!
Nicholas: Eu quase te seqüestrei e você me acha uma pessoa legal?
Selena: aham, isso mesmo! Uahsuahs
Nicholas: - ele sorriu de lado- e você é linda também! Mas eu sei que não vai querer mais falar comigo
Eu me levantei e fui até ele e me abaixei
Selena: é claro que vou falar com você, afinal, você não teve culpa! E, além disso, (eu o beijei) Me apaixonei por você...
Nicholas: (ele retribuiu meu sorriso e me abraçou fortemente)
Faltamos a escola, e passamos o dia daquele jeito, preparados para amanha.
E acima de tudo a historia foi essa, eu me apaixonei pelo cara que quase me sequestrou, mas eu o amava, mesmo com tudo o que aconteceu e isso era o importante.

5 comentários:

  1. Aiiiii que lindo
    Amei best!
    To ansiosa pra próxima história, hein?
    Bjos! Divulguei o seu blog... ^^

    ResponderExcluir
  2. lindoooo *.*
    Esta completamnete perfeito :)
    posta logo
    beijemi :b

    ResponderExcluir
  3. ameiii linda!
    ta perfeitoo!
    muitoo fofs!

    ResponderExcluir
  4. Ainh Amei!!

    Lindo!

    Posta Logo a Proxima Historia!

    BeiJonas

    ResponderExcluir